Desenho, Experimentos, Livro, Resenhas
Comentários 44

De palito a Da Vinci: #DesafioBettyEdwards

Obs.: Antes de tudo, gostaria de ressaltar que este título tem o único objetivo de chamar sua atenção. Ao final do desafio eu certamente não desenharei como o Da Vinci. Ainda. Nem você, sinto lhe dizer – mas já será bom o suficiente para impressionar os amigos, sem dúvida.

Agora vamos às apresentações:

 

apresentações

O boneco palito é amigo íntimo de todos nós, Da Vinci também, praticamente. E Betty Edwards é figura conhecida especialmente no meio artístico por causa de seu livro. “Desenhando com o lado direito do cérebro” foi publicado pela primeira vez em 1979, e sua premissa é cativante: Qualquer pessoa pode desenhar.

Isto porque “desenhar” é uma habilidade adquirida, assim como “escrever”. E da mesma forma como uma pessoa que sabe escrever não se torna obrigatoriamente um escritor, alguém que desenha não é necessariamente um artista. Acontece que o desenho (pode-se inclusive abranger o sujeito da frase para “todas as artes”) é geralmente subestimado. Na maioria das escolas não se aprende a desenhar; as disciplinas de artes são mero lazer, e as primeiras a serem cortadas em períodos de baixo orçamento. Ignora-se os benefícios que o olhar artístico proporciona para a vida. E quem, apesar de toda subestimação, aprende por conta própria a olhar artisticamente para o mundo, acaba sendo superestimado. Eis a contradição.

Segundo Betty, desenhar satisfatoriamente não é o dom quase divino como estamos acostumados a tratá-lo, qualquer um pode aprender. E se você ainda não se convenceu, aqui vão alguns exemplos de autorretratos de alunos que seguiram o método da autora. Em cada par, o primeiro foi feito no primeiro dia de curso, e o segundo no quinto e último dia. A evolução é impressionante:

O livro de Betty é, na verdade, o curso de 5 dias desenvolvido por ela e ministrado há várias décadas para os mais variados grupos. Adultos, crianças, artistas, engenheiros, advogados, veterinários. Ele apresenta todo o método de ensino, com exercícios, suas explicações, exemplos e estudos. E as últimas páginas ainda trazem adaptações dos exercícios para crianças.

Quem me apresentou o livro foi meu namorado, o Jeizzon (sim, somos um casal de nomes exóticos). Li as primeiras páginas e, bem, confiei na Betty. Comprei meu próprio exemplar, e aqui estou eu, seguindo os exercícios propostos! E a ideia é documentar aqui no blog todo o meu processo de aprendizagem (yeah!). Então, a partir de hoje, em um dia da semana que ainda não defini qual, publicarei meus exercícios, acompanhados das instruções e observações.

E se você quiser participar é só postar os seus exercícios no seu blog, instagram ou facebook, marcando a hashtag #DesafioBettyEdwards e citar o Literasutra, onde tudo começou!

Título original: “The New Drawing on the Right Side of the Brain”
Autora: Betty Edwards
Editora: Ediouro
Páginas: 302
Sinopse: Traduzido em treze idiomas,mais de dois milhões e meio de exemplares vendidos, ‘Desenhando com o Lado Direito do Cérebro’ é o livro de ensino de desenho mais utilizado em todo o mundo. Tanto para os que se acham com pouco talento, ou duvidam que um dia serão capazes de aprender, quanto para os artistas profissionais, o livro mostrará como adquirir a habilidade desejada, como confiar nesta habilidade e como aprofundar a percepção artística.
Minuciosamente revista e atualizada, esta edição do Desenhando com o Lado Direito do Cérebro traz como novidade: progressos recentes de pesquisas sobre o cérebro, relacionadas ao desenho; novas abordagens no uso de técnicas de desenho no mundo empresarial e na educação; orientações para a expressão pessoal através do desenho; maneiras de avançar do desenho em branco e preto para o colorido; informações detalhadas quanto à aplicação das cinco habilidades básicas do desenho para resolver problemas.

 

44 comentários

  1. Pingback: [TAG] Desafio Betty Edwards #2 – Desenhe sua mão | Literasutra

  2. Pingback: [TAG] Desafio Betty Edwards #1 – Desenhe sua selfie | Literasutra

  3. Achei muuuito bacana esse livro! Quando eu era mais nova costumava desenhar bastante, fazia modelinhos de roupas rsrsrs Se tivesse me dedicado quem sabe seria estilista hoje o.O rsrs
    Hoje em dia não tenho mais muito interesse em aprender a desenhar mas seria legal ter o livro para ver como me saio.

    BJOS!

    Curtir

  4. Oi, tudo bem?
    Achei interessante a resenha e a premissa do livro. Mas ainda assim, considero a arte de desenhar quase um dom divino, kkkkk. Eu tenho zero de coordenação motora, até o homem de palitinho sai torto, rs.
    beijos
    meumundinhoficticio.blogspot.com.br

    Curtir

    • Oi, Bruna! Toda a premissa do livro é baseada em anos estudos científicos e de experimentos da autora com alunos de diversas origens e níveis. Então, todo mundo tem esperança, é só se dedicar! Super acho que você deveria tentar 😉

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s