Livro, Resenhas
Comentários 22

Escrita a oito mãos, seis delas fictícias

Transcendendo o significado da expressão, “Os Contos de Beedle, o Bardo” é um livro-brinquedo. “Livro” porque livro, e “brinquedo” por ser extremamente divertido, com um bônus para quem consegue mergulhar no faz de conta junto com a autora. Isto porque J.K. Rowling assume 3 vozes distintas na obra: A de Beedle, autor dos contos infantis; a do bruxo Dumbledore, cujas anotações particulares foram incorporadas a esta edição; e a própria J.K. Rowling, responsável por adaptar o livro para os trouxas (não-bruxos) – sem contar a personagem Hermione Granger que, segundo a sinopse, traduziu os contos direto das runas originais.

Trata-se do mesmo livro mencionado em “Harry Potter e as Relíquias da Morte”, uma espécia de ficção dentro de outra ficção. Ao todo são 5 contos, sendo os dois últimos os melhores, incluindo “O Conto dos Três Irmãos”, que conta o surgimento das relíquias da morte: a Varinha das Varinhas, a Pedra da Ressurreição e a Capa da Invisibilidade. No universo criado pela autora, este pequeno livrinho que não toma mais que poucas horas de leitura é um livro infantil, voltado para pequenos bruxos. Dito isso, não é difícil deduzir que toda a excentricidade do mundo bruxo tem presença forte no livro, além dos típicos ensinamentos contidos na literatura infantil em geral.

Todas as páginas são decoradas com floreios, e algumas trazem ilustrações feitas pela própria J.K. Rowling. Ou seja, um mimo. Trazendo várias referências a “Animais Fantásticos e Onde Habitam” (outro livro didático mencionado na série Harry Potter e publicado pela Editora Rocco), “Os Contos de Beedle, o Bardo” é perfeito para os amantes do universo criado pela autora.

E você, já leu? O que achou?

Os contos de Beedle o bardoTítulo Original: The Tales of Beedle the Bard
Páginas: 103
Editora: Rocco
Sinopse: Os contos foram traduzidos das runas originais pela personagem Hermione, a partir do velho exemplar herdado por ela. São cinco histórias de fadas diferentes entre si. Histórias populares para jovens bruxos e bruxas, contadas há gerações aos filhos à hora de dormir. Pouco se sabe do passado de seu autor, apenas que Beedle, o Bardo, teria nascido em Yorkshire no século XV e possuía uma longa barba; mas suas histórias foram passadas de geração em geração e têm ajudado muitos pais bruxos. Não muito diferente dos contos escritos para pequenos trouxas.

 

22 comentários

  1. Eduarda Sampaio diz

    Oi, Monalisa! Adorei seu cantinho ^_^
    Eu devorei Os Contos de Beedle, o Bardo. Achei tão divertidos e com mensagens morais tão interessantes! Preciso ler os outros dois: Animais Fantásticos e Quadribol.
    Beijo!
    Eduarda, do Maquiada na Livraria
    P.S. Respondi sua pergunta sobre Mia Couto lá no blog ; )

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s