Livro, Resenhas
Comentários 32

Coletando pistas em memórias

Aos 10 anos Patrick e seu irmão foram deixados sob os cuidados de três amigas de sua mãe. Filhos de uma atriz em constantes turnês e um comerciante judeu dado a negócios aparentemente ilegais, os meninos então são inseridos em uma nova realidade: Uma rotina provinciana na França após a Segunda Guerra Mundial. E assim conhecem novas pessoas, novos lugares e deparam-se com acontecimentos históricos – tudo sob o olhar fantasioso e literal típico da infância.

– E vou logo avisando: os protestantes vêem tudo! Nada se pode esconder deles! Os protestantes não têm apenas dois olhos! Também têm outro atrás da cabeça! Entendeu?
Ela me apontava o coque.
– Entendeu, imbecil afortunado? Um olho atrás da cabeça!
Desde então, nós, meu irmão e eu, sentíamo-nos incomodados em sua presença, sobretudo quando passávamos por trás dela. Demorei muito a entender que os protestantes eram iguais a todo mundo e a não trocar de calçada toda vez que encontrava um.
(pág. 102)

“Remissão da Pena” é o primeiro volume do que chamam de ‘A Trilogia Essencial’ de Patrick Modiano, Prêmio Nobel de Literatura. E não, qualquer semelhança com o nome do protagonista não é mera coincidência. A trilogia, composta ainda dos títulos “Flores da Ruína” e “Primavera de Cão”, é algo como uma autobiografia romanceada ou um romance autobiográfico. Ou seja, aqui você encontra fatos reais narrados como um romance e com pitadas de ficção.

Certos objetos desaparecem de nossa vida ao primeiro momento de desatenção, mas aquela cigarreira permaneceu fiel a mim. Eu sabia que ela sempre estaria ao alcance de minha mão, na gaveta de uma mesinha de cabeceira, em um compartimento do armário, no fundo de uma escrivaninha, no bolso interno de um paletó. Tinha tanta certeza dela e de sua presença que me esquecia dela. Exceto nos momentos de melancolia. Então eu a contemplava sob todos os ângulos. Era o único objeto que testemunhava um período de minha vida do qual eu não podia falar com ninguém e que às vezes me perguntava se realmente tinha vivido.

Modiano é daqueles autores que conseguem dizer muito com poucas palavras simples. Puro talento, o que faz do livro um passatempo muito agradável. Assim, com narrativa em primeira pessoa, acompanhamos as aventuras (e desventuras) do pequeno Patrick – ou Patoche, para os mais chegados. Suas impressões e interpretações dos acontecimentos, sempre infantis mas nem por isso tolas, conferem ao livro um ar de objeto a ser estudado. O leitor assume o papel de detetive, coletando pistas em forma de memórias, numa narrativa quase linear até a metade do livro. A partir deste ponto, a curva sobe em aceleração constante para desembocar num final inesperado, um gancho inevitável para os dois volumes seguintes. Viciante.

*Livro cedido em parceria pela editora.

Remissão da penaTítulo original: “Remise de Peine”
Autor: Patrick Modiano
Editora: Record
Páginas: 128
Sinopse: Patrick e seu irmão são confiados a amigas de seus pais em Paris após a Segunda Guerra. Das mulheres responsáveis pelos dois meninos pouco se sabe além do que revelam os trechos de conversas entreouvidas por Patrick: que uma delas é uma pessoa triste e que a outra foi artista de circo. Isso e o fato de receberem as visitas frequentes de Jean D. e Roger Vincent durante o dia e de diversos visitantes noturnos. Nesse  mundo intangível, os dois irmãos seguem de mãos dadas pela infância através da rue du Docteur-Dornaine e em meio a visitas a castelos, excursões a Paris, leitura de histórias de aventura, tardes ouvindo rádio — sempre à espera de que, um dia, alguém volte para buscá-los.

32 comentários

  1. Gostei demais da postagem! Um livro intrigante e atraente, a capa está perfeita e a trama também. As historias que tratam das opressões da Guerra sempre recebem minha atenção, gosto de ler sobre os fatos cruéis da vida, gosto de ver o quanto o ser humano pode ser ruim e não acho que estamos longe de todo esse sofrimento que outrora oprimiu tantos povos. Entre bancadas fundamentalistas que assume nossos três poderes e um Estado Islâmico não vejo tantas diferenças. Enfim… A obra é incrível e imagino que faz justiça a sua premiação. A ideia de seguir com a leitura coletando informações parece uma maneira genial de fazer o leitor mergulhar no livro.

    Curtir

  2. Oi, Monalisa!!
    Gostei do seu blog, o layout é bem “limpo”, transmite confiança:)
    Já tinha ouvido falar do livro pelos lançamentos da editora, mas não me chamou a atenção.
    Foi legal saber um pouco mais da história. Achei legal um contexto “pós Segunda Guerra”. Geralmente a gente vê durante e não depois. E a questão dos irmãos também é legal. E saber do Prêmio Nobel de Literatura também. Mas não seria uma leitura que eu faria agora. Talvez em outro momento se o livro chegasse às minhas mãos.
    Beijos :*

    Curtir

  3. Olhando pela capa eu não daria muita atenção ao livro, mas sua resenha me fez a obra com outros olhos, especialmente por você citar que o leitor sente-se como um detetive. Posso dizer que despertou meu interesse e eu leria sim.

    Bjos!! Cida
    Moonlight Books

    Curtir

  4. Diana Canaverde diz

    Olá… tudo bem?
    Eu não me interessei muito pela leitura do livro… ele não me chamou atenção… para quem gosta dever ser uma leitura ótima… essa temática não me envolve… eu gostei dos pontos que levantou, mas sinceramente não é a minha. Essas questões de pós guerra não me atraem… a única coisa que me chamou atenção foi a criação dos meninos.. Xero!!!

    Curtir

  5. Oi, tudo bem? Puxa, AMEI essa trilogia! Nunca soube dela, até hoje, mas adoro romances históricos, especialmente sobre essa época retratada nesses livros! E, mesmo que seja um pouco auto-biográfico, gostei mesmo assim. Acho legal quando o autor insere fatos de sua vida real nos romances. Vou ficar de olho para comprar, com certeza! *-* Adorei a resenha, parabéns!

    Love, Nina.
    http://ninaeuma.blogspot.com/

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s