Livro, Resenhas
Comentários 32

Sobre luzes de emergência

“Luzes de emergência se acenderão automaticamente” é o segundo romance publicado pela gaúcha Luisa Geisler, que figura entre as listas dos melhores jovens escritores brasileiros. Repleto de referências contemporâneas e gírias, o livro foi claramente escrito por jovem, sobre jovens e para jovens, o que torna tudo muito divertido de se ler.

“Sabe o que é idiota? Isso de tratar adolescentes tipo crianças durante, sei lá, toda a adolescência. Daí, aos dezessete anos tu vira cento e oitenta graus. E daí tu quer que eles decidam nos próximos poucos anos o que tu quer fazer pelo resto da tua vida” (pág. 216)

Aos seus vinte e poucos anos, Henrique passa ano após ano como um barquinho de papel à deriva no Atlântico. Um sonho frustrado pela necessidade de agradar às expectativas dos pais, e de repente não lhe sobra nada: apenas uma vida ordinária, com trabalho ordinário e namoro ordinário. E um melhor amigo, Gabriel, que entra em coma após um acidente também ordinário. Para superar o choque, Henrique se mete na empreitada de contar a Gabriel tudo o que acontece durante sua ausência. Desde os pequenos até os maiores acontecimentos, Henrique relata tudo em cartas, na esperança de que Gabriel um dia possa lê-las.

“Eu sempre me pergunto se quando eu falo, não tô incomodando todo mundo por falar, daí eu presto o serviço de não falar com as pessoas. Às vezes, descubro que não falar deixa as pessoas mais irritadas do que falar minhas merdas. Mas as cartas têm essa vantagem: dá pra reler e repensar o que pode ou não te irritar” (pág. 18)

E os dias passam, e muitas coisas mudam na vida de Ike. Novas pessoas surgem, algumas passageiras, outras nem tanto. Dante, por exemplo, com quem Henrique trava os melhores diálogos do livro. E os dias passam ainda mais, e somos tomados por certa ansiedade: Será que Gabriel vai acordar um dia e permitir que as cartas de Henrique cumpram seu propósito? Ou o que lemos acabará sendo um mero diário?

Para os fanáticos por citações, “Luzes de emergência” renderá muito o que anotar. O livro traz passagens muito boas, com destaque para o diálogo que lhe confere o título. No entanto, a oralidade da narrativa com o avançar das páginas pode cansar. Os personagens principais são bem construídos, mas todos os outros parecem não passar de meros acessórios. Mas não vejo isto como um problema: Como a maior parte da história é narrada em primeira pessoa, tudo está sujeito às interpretações de Henrique; e acredite, é bem típico dele não prestar atenção aos personagens secundários. No mais, trata-se de uma leitura que vale a pena.

“(Adoro quem cancela. Nem precisa explicar por quê, só cancela. (Adoro cancelamentos, vontade de dizer “Obrigado, vou ficar em casa vendo televisão, muito obrigado!”))” (pág. 141)

Capa_Luzes de emergencia se acenderao automaticamente.indd

“Luzes de emergência se acenderão automaticamente”
Autora: Luisa Geisler
Editora: Objetiva (selo Alfaguara)
Páginas: 296

Clique aqui e leia o primeiro capítulo em PDF!

//

32 comentários

  1. Diana Canaverde diz

    Não conhecia o livro, mas achei a premissa bem interessante… fiquei bem curiosa com o enredo e sobre as cartas, será que Gabriel vai acordar… tema mais juvenil me chamou atenção… a capa não é tão atrativa e nem o título, mas pela sua resenha, deu para perceber que isso é um mero detalhe… Xero!

    Curtir

  2. camitebet diz

    Oi, Monalisa! Já há algum tempo vi esse livro, e tanto a capa quanto o título me chamaram muito a atenção. Entretanto, antes de ler sua resenha, eu não fazia ideia do que se tratava o livro. Fiquei surpresa pelo fato de ser voltado para jovens. Também fiquei com muita vontade de ler, pois tudo na obra parece ser interessante. As quotes que você colocou foram muito bem escolhidas e me deixaram com vontade de quero mais. Além disso, a última frase que você escolheu já gerou uma identificação hahaha Adorei. Beijos!

    Curtido por 1 pessoa

  3. Olá mona, eu gostei do que vc conseguiu absorver do livro e sentir do personagem Henrique, acho isso muito importante ao leitor não julgar a obra ´pela obra mas pela intenção do autor em relação aos personagens.. Não sei se eu me sentiria envolvida por esta leitura não por talvez já não estar nesta fase, mas pq tenho sentido certa dificuldade em me concentrar em leituras morosas. bjs e parabéns.
    http://florroxapoemasepoesias.blogspot.com.br/

    Curtir

  4. Eduarda Sampaio diz

    É uma história sobre crescimento então? Sobre as dificuldades de ser um jovem adulto? Fiquei muito interessada, principalmente porque muita gente cuja opinião respeito gostou desse livro. Só estou esperando o hype passar um pouco…
    Beijo!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s