Entrevistas
Comentários 30

Apresentando: Ninho de Escritores

Talvez você não tenha reparado, mas existe um botão no menu ali em cima que se chama “Experimentos”. Entre a opção que conta mais sobre este blog e a seção que apresenta todas as resenhas já publicadas aqui, “experimentos” deveria ser a parte mais ativa daqui. Mas não é. Por diversos motivos, entre eles a falta de confiança, escrevo bem menos do que deveria quando o assunto são meus textos autorais.

Há alguns meses, no entanto, conheci o Ninho de Escritores. Comandado por Tales Gubes Vaz, escritor, o Ninho é antes de tudo uma comunidade de troca de informações e experiências entre aqueles que almejam, um dia, viver de escrever (por mais difícil que isto seja na vida real). Além de encontros presenciais, o Ninho também tem um grupo muito legal no Facebook. Tanto lá quanto no blog, o Tales propõe uma série de exercícios que visam o desbloqueio da escrita e da criatividade. E, bem, foi justamente isso que me fez escrever este texto.

A partir de agora, pretendo fazer estes exercícios. Isto significa que, possivelmente às quintas-feiras, você verá aqui um texto meu nascido no Ninho, como “Travesseiro de Gueixa”, que eu publiquei aqui na semana passada. Espero que gostem, e convido todos vocês a participarem também! Todos os exercícios são postados no blog (clique aqui para acessar), mas eu também os postarei aqui, no rodapé de cada texto que eu produzir. Seria muito legal ter mais alguém nesta empreitada! E aí, você vem? 🙂

Tales Gubes Vaz, criador do Ninho de Escritores. Foto: Vivian Dall'Alba

Tales Gubes Vaz, criador do Ninho de Escritores | Foto: Vivian Dall’Alba

Para te familiarizar um pouco mais, nada melhor que as palavras do próprio Tales:

Como nasceu o Ninho de Escritores?
Em 2014, deixei para trás minha vida de professor em Goiânia e mudei para São Paulo em busca de uma vida que fizesse mais sentido. Eu queria retomar o sonho de ser escritor e decidi me dedicar a isso. Logo que cheguei, porém, encontrei um cenário complicado de egos inflados e críticas desnecessariamente ácidas. A solução para não precisar lidar com isso foi criar um ambiente seguro para pessoas que, como eu, quisessem escrever, aprender e compartilhar. E então, no dia 1º de julho de 2014, ele foi anunciado. Mas o aniversário oficial é a data do primeiro encontro, dia 7 de agosto de 2014.

Quais são suas expectativas com o Ninho?
Eu criei o Ninho com dois propósitos: ganhar dinheiro e me motivar a escrever mais e melhor. Se, no processo, eu conseguisse ajudar outras pessoas a escrever, seria um bônus mais que desejável. Atualmente, meu plano está mais claro: quero chegar a um ponto em que o Ninho de Escritores se sustente não por meio de inscrições individuais, de modo inclusive a poder pagar bolsas para as pessoas que participarem. O Ninho de Escritores é um projeto relativamente novo, então há muito caminho ainda a ser percorrido.

Quais são os frutos que ele já gerou para você?
O principal fruto é a experiência e o contato com gente incrível. Eu escrevo mais por causa do Ninho e tenho experimentado a montanha-russa do empreendedorismo. É difícil, para um cara que sempre foi o bom aluno, lidar com a autonomia envolvida em gerir um projeto inteiramente individual. Ao mesmo tempo, é maravilhoso. Em menos de um ano, eu descobri o que é ter meu trabalho reconhecido por pessoas que admiro e também o quanto pode ser desesperador não receber o tipo de reconhecimento que se espera. Ser empreendedor tem muito a ver com ser artista, e criar o Ninho tem me ajudado a escrever muito.

E para outros escritores, como é o feedback que você recebe?
Quem conhece, ama o Ninho. Isso pode soar prepotente, mas a realidade é que o Ninho de Escritores é construído com a presença de cada participante. Isso faz com que o Ninho não seja algo que as pessoas “compram” ou “recebem” e sim algo que é cocriado a cada encontro, a cada troca de textos e de experiências. Mesmo os cursos rápidos têm gerado contatos fantásticos. Recentemente, um participante me contou sobre o livro que ele lançou. Isso me fez perceber que o Ninho faz diferença na vida de algumas pessoas, o que é mais do que suficiente para me motivar a seguir caminhando.

Quais são os cursos oferecidos pelo Ninho atualmente?
Atualmente estou concentrado na Jornada, que é um processo de acompanhamento individual somado a encontros de grupo no formato de oficinas com temáticas específicas. Estas oficinas são abertas à participação de qualquer pessoa, mediante inscrição prévia. Tenho trabalhado também em um novo formato de oficina online que será lançado em breve e cujo foco será o desenvolvimento de um livro entre os participantes.

Quem pode participar?
O Ninho de Escritores tem um nome que engana. É escritor quem escreve, por isso qualquer um que queira colocar suas histórias no papel pode participar, seja novo, seja velho, seja escolarizado ou não. A proposta do Ninho é de experimentação literária, de aventura, de descoberta das possibilidades da escrita. Pode participar quem sentir que o Ninho é o lugar em que se deseja estar. 🙂

Vem, gente! 🙂

Este post foi publicado em: Entrevistas

por

Espécime da safra de 89. Recentemente descobriu que não consegue escolher uma coisa só, então alterna a vida profissional entre as funções de jornalista e fotógrafa. Criou o projeto fotográfico "Uma Pessoa Por Dia", onde consegue mesclar as duas coisas.

30 comentários

  1. Oi Monalisa
    Que ideia incrivel, se eu tivesse o dom da escrita, sem sombra de dúvidas participaria com vocês, mas como não posso e tenho um pouquinho de vergonha na verdade vou ficar feliz em acompanhar como telespectadora e torcer pelo sucesso do projeto.

    beijos
    Mayara
    Livros & Tal

    Curtir

  2. Olá flor,
    Adorei a proposta, infelizmente não tenho tido muito tempo(fazendo faculdade a distância e o trabalho) mas vou tentar abrir uma brecha para participar. Quero muito extinguir esses bloqueios e aprimorar a escrita.
    Beijos

    Curtir

  3. Hey, tudo bem?

    O Ninho de Escritores é uma ideia excelente gostei muito da proposta e vou conferir, um pouco de criatividade sempre ajuda e isso pode ser de um grande ajuda, com certeza.

    Beijos,
    Dois Dedos de Prosa

    Curtir

  4. Angélica diz

    Oi Monalisa, tudo bem?
    Que legal esse projeto!
    E o melhor é que mesmo com toda a competição o Tales criou algo que ajuda outros escritores.
    Vou aguardar seus textos aqui no blog 🙂
    Bjs

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s