Livro, Resenhas
Comentários 27

Então você acorda e descobre que é ninguém

Um futuro em que cirurgias plásticas não entram mais em pauta porque a questão agora evoluiu: Há pessoas que se submetem a cirurgias no cérebro em busca de mais inteligência. Neste futuro vive Jason Taverner, um sujeito privilegiado. Cantor renomado, dono de um programa semanal com audiência de 30 milhões de pessoas, sua vida é invejável. Até que, de repente, ele deixa de existir.

“Era isso que cada um deles temia. Um homem invisível”. (Pág. 75)

Se no dia anterior qualquer caminhada despretensiosa significaria assédio em massa dos fãs, hoje ele passa por todos sem ser notado. É como se a personalidade Jason Taverner nunca tivesse existido. E tendo ele vivido tantos anos em função da fama, quando ela de repente desaparece o que é que sobra? Some-se a isto um problema bem prático: Para os registros do governo ele também não existe; ele sequer nasceu. Assim começa “Fluam, minhas lágrimas, disse o policial”, livro de Philip K. Dick que, com um pano de fundo futurístico, vem tratar sobre questões de identidade (entre muitas outras coisas). 

“Quando morremos mesmo, não sentimos nada porque isso é que é morrer, a perda disso tudo. Então, por exemplo, não tenho mais medo da morte, nem um pouco, não depois dessa bad trip de maconha. Mas o sofrimento diante da perda, isso é morrer e estar vivo ao mesmo tempo.” (pág. 129)

Jason é um Seis, ou seja, o resultado de um experimento de eugenia: sua carga genética foi meticulosamente definida em laboratório por um cientista. Em outras palavras, ele é perfeito. Mas sem registros, sem documentos, não há nada que comprove sua existência além de suas próprias lembranças. E então ele se vê em apuros, com altos riscos de ser e enviado para um campo de trabalhos forçados.

Este é o segundo livro que leio do autor (o primeiro foi “O Homem do Castelo Alto”), e com isso posso dizer: Philip K. Dick escreve sem subestimar o leitor. Apoiando-se na ficção científica, criando um mundo praticamente intangível para a nossa realidade atual, ele aborda questões que nos são muito familiares. No caso de “Fluam, Minhas Lágrimas”, já que ele é o assunto deste texto, lemos sobre questões de identidade, autoconhecimento, corrupção e uso de drogas. Os personagens conquistam, as situações nas quais eles se metem nos envolvem por tabela. Recomendo!

FLUAMN_MINHAS_LAGRIMASN_DISSE_O_POLICIAL_1363039755B“Fluam, minhas lágrimas, disse o policial”
Autor: Philip K. Dick
Editora: Aleph
Páginas: 256

27 comentários

  1. Oi Monalisa, tudo bem?

    Não conhecia esse autor, mas achei o livro bastante interessante pela sua premissa. Abordando algo tão ficcional, mas que retrata tantos temas atuais para nós… e fiquei curiosa para saber se o Jason vai voltar a “existir”.

    Beijinhos,

    Rafaella Lima

    Curtir

  2. Mesmo eu não gostando de livros que tratam de uso de drogas, me interessei por esse. Você lê livros tão interessantes que não sei o que será de mim visitando seu blog e seu canal! hahaha… Que coisa mais louca não ter nada que comprove a existência dele! E o cara desaparecer sendo que antes era famoso demais… fiquei curiosa para saber como isso foi trabalhado. Entrou pra listinha e espero conseguir ler logo.

    Beijo.

    Ju – Entre Palcos e Livros

    Curtir

  3. Diana Canaverde diz

    Olá… Monalisa, tudo bem???
    Nossa por esse titulo eu jamais compraria o livro haha… mas eu curti demais a proposta do autor… eu gosto de ficção… então claro que fiquei bem interessada e curiosa pela premissa deste… adorei mesmo… essa questão de ele ser perfeito demais e do nada as coisas mudarem e ele não ter mais nada e que passou por um experimento… isso muito me interessa rs… Xero!!

    Curtir

  4. Faz tempo que digo que vou ler um livro de Dick, mas até hoje nada. Agora estou pensando que devia ter aproveitado quando a Aleph veio aqui na minha cidade em uma feira, com promoções incríveis. Na próxima não saio sem um do autor. Acho que minha opção vai seguir sua indicação de hoje mesmo. Fiquei bem curiosa!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s