Mês: dezembro 2015

7 motivos para ler “O Planeta dos Macacos”

Antes de tudo, “O Planeta dos Macacos” foi um livro. Publicado em 1963 em francês, língua materna de seu criador Pierre Boulle, ele ganhou o público antes mesmo de todas as suas 8 versões cinematográficas. (Aliás, a nona está a caminho: “War of The Planet of The Apes” está previsto para 2017). Sendo assim, imagino que você já saiba muito bem do que a história trata (clique aqui se ainda não souber). Imagino inclusive que, justamente por isso, seu interesse pelo livro pode estar prejudicado. Então eu escrevo este texto: para te convencer de que o livro vale muito a pena, independente da sua idade ou gosto literário! 1. Apresenta ótimas reflexões sem ser didático Afinal, ninguém merece ser tratado como um imbecil! “O Planeta dos Macacos” é o relato de um jornalista que vai parar em Sóror, planeta no qual a evolução de humanos e símios ocorreu de forma inversa à da Terra. Imagine a surpresa desse jornalista ao se deparar com a situação! E mesmo chocado, ele relata toda a sua experiência com um olhar jornalístico. É como se o leitor estivesse fazendo …

Marina, a Menina Macaca

Um dos meus filmes preferidos durante a infância era “Mogli, o Menino Lobo”. Em grande parte por causa da música do Baloo e do seu abraço de urso, mas também porque a ideia de viver bem pertinho dos animais me era (e ainda é) sedutora. Então eu cresci e descobri que histórias como a do Mogli acontecem na vida real. Você já deve ter se deparado com alguma delas na TV ou em alguma matéria como esta do Hypeness. E, bem, as coisas na vida real são bem diferentes do que nos filmes da Disney: Afinal, viver na selva não é nada muito fácil, principalmente quando se tratam de crianças. Parece ficção, mas é realidade. “A Garota Sem Nome” conta, em forma de romance, a história verdadeira de uma menina que, abandonada na selva colombiana, foi adotada por uma família de macacos. É a história de Marina Chapman, que somente aos 14 anos ganhou um nome verdadeiro, que ela própria escolheu. Com narrativa simples e sem obstáculos, acompanhamos a transformação de uma menina que, inicialmente em contagem regressiva …

Jornada de autoconhecimento no deserto

Fugitivo da realidade dura em que viveu até então, um menino, sem nome nem idade definida, se aventura numa planície devastada pela seca. Uma jornada implacável, com o desconhecido que se assoma à sua frente e os algozes que o perseguem sem folga logo atrás. Não se sabe do que exatamente ele foge, assim como não se sabe especificamente onde ele se encontra. E talvez seja justamente por isso que “Intempérie” impressiona: O que realmente define uma pessoa está muito além de meras convenções terrenas. Coisas como nome, cor e posição social dizem muito menos sobre alguém do que suas atitudes.

SORTEIO + 5 motivos para ler “Tirza”

Alguns livros não precisam esperar dezembro acabar para entrarem na lista de melhores do ano. “Tirza”, de Arnon Grunberg, é um deles. Se este motivo não for suficiente pra você, eu lhe dou mais cinco neste vídeo – e com direito a sorteio no final! ❤ Inscreva-se no canal e participe de mais sorteios como esse!  Neste vídeo: Título: Tirza Autor: Arnon Grunberg Editora: Rádio Londres Páginas: 464

Para amantes de finais surpreendentes

Certamente um dos melhores livros que li em 2015. Um dos mais inquietantes, pungentes, intensos. O sentimento é tão profundo que não há palavras suficientes para falar de “Cão”, romance de Rui Xavier. Mas é preciso que se encontre palavras para falar dessa história, então escrevo este texto do jeito que posso. Difícil não falar dele na primeira pessoa, aliás. “Quantos de nós, em uma dada amostragem, comprimem sob a pele um corpo de desespero que ninguém mais consegue ver?” (Pág. 254)