Livro, Resenhas
Comentários 32

Jornada de autoconhecimento no deserto

Fugitivo da realidade dura em que viveu até então, um menino, sem nome nem idade definida, se aventura numa planície devastada pela seca. Uma jornada implacável, com o desconhecido que se assoma à sua frente e os algozes que o perseguem sem folga logo atrás. Não se sabe do que exatamente ele foge, assim como não se sabe especificamente onde ele se encontra. E talvez seja justamente por isso que “Intempérie” impressiona: O que realmente define uma pessoa está muito além de meras convenções terrenas. Coisas como nome, cor e posição social dizem muito menos sobre alguém do que suas atitudes.

Logo no início do caminho o menino se depara com um velho pastor. Uma inusitada interseção de destinos que dá início a uma jornada de conhecimento que, ao final de tudo, emociona. A poeira se levanta a cada passo, dificulta a visão à distância, mas a evolução dos personagens é clara como a água cristalina que lhes falta. É muito bom notar, por exemplo, como a relação do menino e do velho muda gradativamente.

Assim como o terreno árido percorrido pelos personagens, a escrita do espanhol Jesús Carrasco é dura: intempérie em forma de estilo narrativo. Sem floreios ou meios-termos, acompanhamos a trajetória da dupla como se estivéssemos dentro da cena, com poderes de invisibilidade, caminhando alguns passos mais atrás. A imersão na história é inevitável; quem lê este livro sente sede com mais intensidade. Desconfio até de que o coração acompanhe o ritmo do coração do garoto. Recomendadíssimo.

Intempérie Jesús Carrasco Literasutra resenhaTítulo: Intempérie
Autor: Jesús Carrasco
Editora: Bertrand Brasil
Páginas: 182

*Livro cedido pela editora.

Este post foi publicado em: Livro, Resenhas

por

Espécime da safra de 89. Recentemente descobriu que não consegue escolher uma coisa só, então alterna a vida profissional entre as funções de jornalista e fotógrafa. Criou o projeto fotográfico "Uma Pessoa Por Dia", onde consegue mesclar as duas coisas.

32 comentários

  1. Gente, que publicação linda! Sempre encantei-me por suas palavras nas resenhas. Esse livro não faz parte do que costumo ler, porém parece possuir um enredo muito interessante e intrigante, então eu leria por curiosidade e ansiedade para conhecer a história do menino e do velho. Sua resenha ficou ótima!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s