Livro, Resenhas
Comentários 32

7 motivos para ler “O Planeta dos Macacos”

Antes de tudo, “O Planeta dos Macacos” foi um livro. Publicado em 1963 em francês, língua materna de seu criador Pierre Boulle, ele ganhou o público antes mesmo de todas as suas 8 versões cinematográficas. (Aliás, a nona está a caminho: “War of The Planet of The Apes” está previsto para 2017). Sendo assim, imagino que você já saiba muito bem do que a história trata (clique aqui se ainda não souber). Imagino inclusive que, justamente por isso, seu interesse pelo livro pode estar prejudicado. Então eu escrevo este texto: para te convencer de que o livro vale muito a pena, independente da sua idade ou gosto literário!

1. Apresenta ótimas reflexões sem ser didático
Afinal, ninguém merece ser tratado como um imbecil! “O Planeta dos Macacos” é o relato de um jornalista que vai parar em Sóror, planeta no qual a evolução de humanos e símios ocorreu de forma inversa à da Terra. Imagine a surpresa desse jornalista ao se deparar com a situação! E mesmo chocado, ele relata toda a sua experiência com um olhar jornalístico. É como se o leitor estivesse fazendo um trabalho de campo nessa sociedade onde macacos mandam e humanos obedecem.

2. Uma dessas reflexões é sobre humanidade
Em Betelgeuse, a relação humanos x macacos é trocada. Ou seja, macacos são evoluídos e humanos não; macacos falam, humanos não; macacos fazem experiências em humanos. E a forma como o autor coloca vários conceitos à prova, simplesmente invertendo a escala evolutiva, faz do livro um verdadeiro derrubador de forninhos paradigmas.

3. É perfeito para quem não lê ficção científica
Ficção científica não se resume a histórias com robôs! Se você acha que não gosta do gênero, dê uma chance a este livro. As chances de você se arrepender são bem pequenas.

4. É perfeito para quem já lê ficção científica
Porque sim. Mas “porque sim” não é resposta, então apenas considere o fato de que neste livro os ETs não são verdinhos olhudos, eles são homens e macacos. WHAT?

5. Se você não gostou dos filmes, pode vir a gostar do livro
Pelo simples fato de o livro ser infinitamente melhor.

6. Se você gostou dos filmes, com certeza gostará do livro
Pelo simples fato de o livro ser infinitamente melhor (2). E o final é de causar insônia, ressaca, larica, tudo junto!

7. Todo mundo quer essa edição maravilhosa!
O trabalho editorial da Aleph está impecável, com direito a uma entrevista imperdível com o autor. Sabe quando um livro cabe perfeitamente na mão? Quando é gostoso de segurar? Quando você quer andar pela rua exibindo o seu exemplar? Então. Aliás, não é por acaso que ele tem esse formatinho inconfundível de moleskine: pesquisas não oficiais* revelam que 9 entre 10 jornalistas preferem whiskas esse tipo de caderno pra fazer suas anotações.

*Eu mesma

planeta dos macacos pierre boulle“O Planeta dos Macacos” (“La Planète des Singes”)
Autor: Pierre Boulle
Editora: Aleph
Páginas: 216

32 comentários

  1. Diana Canaverde diz

    Oi Monalisa, tudo bem??
    Caramba, deve ter sido mesmo uma leitura maravilhosa para você dar todos esses motivos para se ler o livro… confesso que ele me atraiu pelas resenhas que eu li… essa inversão me trouxe muita curiosidade. Fico imaginando como deve ser os pensamentos dos Macacos com relação aos humanos, será que é a mesma percepção que a nossa já que eles falam e pensam?? Isso me trouxe muito interesse e pretendo ler o livro assim que tiver a oportunidade… Xero!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s