Livro, Resenhas
Comentários 30

Muito mais que a saga por um par de peitos

Se fosse um livro de outra espécie, seu título poderia fazer alusão a algo mais poético. Mas “Sem Tetas Não Há Paraíso” não dá lugar a alusões. Aliás, se fosse a própria Catalina (a protagonista) a falar da obra que retrata sua vida fictícia, este parágrafo se resumiria a uma frase: “O lance aqui é papo reto”.

Então vamos falar de Catalina. Ainda que mera personagem fictícia, sua história retrata a vida de tantas outras adolescentes em tantas outras partes do mundo. Mas aqui o recorte é feito na Colômbia. Aos 14 anos, inspirando-se nas amigas do bairro, Catalina encontra o caminho mais curto para vida de luxo que almeja: abandonar os estudos e conquistar o “amor” de um traficante. Mas a menina tem um problema: Seus seios são muito pequenos, o que elimina qualquer chance de despertar o interesse do tipo de homem que deseja fisgar. Mas se até mesmo para colocar silicones ela precisa do “patrocínio” de um figurão do tráfico… E agora?

Longe de se resumir a uma busca incansável por implantes de silicone, o livro na verdade traz no background uma profunda crítica social; mais profunda e envolvendo muito mais agentes do que se pode imaginar. Se num primeiro momento o impulso é julgar Catalina (ou Yéssica, ou Paola, ou qualquer uma das meninas que se submetem a situações degradantes), não é preciso mais que um capítulo para perceber que a complexidade é bem maior; que a responsabilidade envolve muito mais pessoas.

Publicado originalmente em 2005, o livro do colombiano Gustavo Bolívar Moreno fez grande sucesso em seu país de origem (mas não somente lá), já tendo ganhado versões para o cinema e a TV. Sucesso facilmente compreensível: Este é o tipo de obra que imita a vida. Aliada ao talento evidente do autor, a história tem magnitude. Uma história sobre adolescentes sem adolescência; sobre a perda de inocência de uma menina cujo plano é ganhar seus primeiros 500 mil pesos e gastar em uma grande compra de supermercado para aplacar a fome da família.

“Sem Tetas Não Há Paraíso” é forte e choca. Por causa da escrita dura e direta, dos personagens e de tudo o que são capazes de fazer, do final que surpreende. Mas principalmente por que atinge a consciência de que coisas assim não acontecem somente na Colômbia, mas no mundo inteiro, inclusive bem pertinho de você.

sem tetas não há paraíso gustavo bolívar moreno monalisa marques literasutra resenha“Sem Tetas Não Há Paraíso”
Autor:
Gustavo Bolívar Moreno
Editora: Record
Páginas: 308

*Livro cedido pela editora.

30 comentários

  1. Oii, tudo bem?
    Eu ainda não conhecia o livro, não me chamou tanto a atenção mas ainda assim tem uma premissa interessante que deixa a gente curioso para saber se a Catalina consegue seduzir o traficante. Deve ser impactante a leitura.

    Beijos

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s