Livro, Resenhas
Comentários 7

Um mundo sem Sherlock Holmes

Se eu tivesse que descrever o livro em uma palavra, esta palavra seria “reviravolta”. O que não é nada de novo em se tratando de um livro policial. Mas é que a reviravolta ultrapassou a metalinguagem e veio até mim, que começou a ler “Moriarty” achando o livro bobo e que com certeza já tinha lido inúmeros livros de mistérios melhores. Só que a história realmente me surpreendeu e acabou sendo diferente e muito boa. Não estou comparando o autor com os mestres do gênero, mas não fica tão aquém. Então, Sherlock Holmes morreu e agora o que acontece? Criminosos esbanjam confiança na ausência do inspetor, a polícia não sabe nem por onde começar e outros investigadores passam a se dividir em dois grupos: os que acham a morte de Holmes uma chance para brilhar e aqueles que pensam na perda total; da pessoa que ele era e de suas visões brilhantes sobre um fato.

A história em si é muito palpável, o personagem que nos conta os acontecimentos, Chase, muitas vezes não percebe uma pista que está quase ganhando vida para gritar “Estou aqui! Leia-me!”. Mas as investigações não dependem somente desse personagem (ainda bem!). Temos o inspetor da Scotland Yard, Sr. Jones, que ocupa a lacuna que Holmes deixou. Mas não, ele não é nenhuma aberração da natureza que sabe a sua altura pelas pegadas que você fez na grama. Na verdade, Jones é admirador do famoso consultor e já foi várias vezes menosprezado em relatos de Watson. Com o ego muito ferido por ter deixado escapar tantas pistas elementares, o novo inspetor em cena aproveita um momento de forçada reclusão e estuda minuciosamente todo o material já publicado por Holmes. Além disso, sempre recorre aos escritos do ídolo em momentos de dúvida. Assim, ele passa a exercer a função de observador extraordinário, deixando para Chase o papel de idiota que não reparou o que era óbvio. (Para falar a verdade, em alguns momentos até eu percebi antes de Chase o que acontecia).

A obra flui, não cansa e mantém o leitor curioso. Comecei a minha leitura e quando percebi já estava na metade e o sol nascendo. Foi uma experiência ótima terminar adorando um livro que comecei desdenhando do texto!

*Post em parceria com o blog Uma Vida por Livro.

moriarty sherlock holmes“Moriarty”
Autor: Anthony Horowitz
Páginas: 350
Editora: Record
Sinopse: Dias após Holmes e seu arqui-inimigo Moriarty encontrarem seu fim nas cataratas de Reichenbach, Federick Chase, um detetive da Agência Pinkerton, chega à Europa vindo de Nova York. A morte do professor Moriarty deixou um vazio no poder que logo foi preenchido por um novo gênio do crime, que ascendeu para tomar o lugar do rival de Holmes. Auxiliado pelo inspetor da Scotland Yard Athelney Jones, um devoto estudioso dos métodos de investigação e de dedução de Holmes, Frederick Chase precisa trilhar um caminho através dos cantos mais escuros da capital inglesa para lançar uma luz sobre essa figura sombria, um homem temido, mas raramente visto, determinado a dominar Londres em uma onda de ameaças e assassinatos.

*Livro cedido pela editora

7 comentários

  1. Olá! Bem curioso e bem bolado! Somos acostumados com esse universo do Holmes sempre presente. Achei legal uma história sem ele, como ficaria a resolução dos crimes? E seu sucessor? Daria conta? Gostei mesmo, vou procurar pelo livro porque fiquei bastante curiosa para ler. beijos!

    Curtido por 1 pessoa

  2. Oi Mariana!
    Nunca fui uma fã de Sherlock Holmes, mas cogitei ler esse livro porque desde a série “Sherlock” (que eu adoro!) passei a achar o Moriarty um ótimo personagem. Mas depois achei que o livro podia ser só mais do mesmo, sabe? Pela sua experiência, eu devia ter dado uma chance. São uma delícia esses livros que nos fazem virar a noite acordadas lendo.
    Beijos,
    alemdacontracapa.blogspot.com

    Curtido por 1 pessoa

  3. Olá!
    Não conhecia o livro mas me senti interessada. Gosto de romance policial e esse livro me chamou atenção justamente por mostrar, de um lado, o desespero de uns e o sentimento de vitória de outros. Após o morte de um gênio da investigação, policiais se sentem perdidos, investigadores veem o ocorrido como a chance de se destacar e os criminosos finalmente se sentem confiantes para cometer seus crimes, achando que não serão mais pegos.
    Com certeza me parece um livro cheio de reviravoltas. Adoro isso.
    Abraços!
    http://blogladoescuro.blogspot.com.br/

    Curtido por 1 pessoa

  4. Oi, tudo bem?

    Vi esse livro sendo divulgado pela editora e, por mais que eu não seja tão fã do Holmes – embora goste de histórias policiais -, fiquei muito a fim de ler. Tenho certeza de que a história oferece um outro lado, igualmente ótimo, do universo do Sherlock. Uma amiga adora, acho que vou comprar e dar de presente pra ela hehe.

    Love, Nina.
    http://ninaeuma.blogspot.com/

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s