Livro, Resenhas
Comentários 2

Romance para não-adolescentes

Aos quarenta e poucos anos, com sua filha criada e já na faculdade e um casamento de anos, Jessie Sullivan sente que não possui um propósito na vida e constantemente se pergunta sobre quem realmente é e o que deseja fazer de seu futuro, agora que tem tudo de que precisa, ao mesmo tempo que falta alguma coisa para se completar. Certa vez, recebe uma ligação que lhe notifica sobre a automutilação de sua mãe, fato que a leva a viajar de volta a sua cidade natal, na Ilha da Garça. De volta para o seu passado.

Lá ela revive as cenas de sua infância, mas principalmente o trágico acidente que matou seu pai, ao mesmo tempo que tenta compreender o motivo de sua mãe ter amputado o próprio dedo. O reencontro com a vida que um dia deixou para trás, além da aproximação do irmão Thomas, um dos monges da abadia de Santa Senara, casa da Cadeira da Sereia, faz com que Jessie lentamente descubra o caminho que irá apresentá-la ao seu verdadeiro eu.

“A Cadeira da Sereia”, recente romance de Sue Monk Kidd, é um livro para os não-adolescentes, seja de idade física ou mental. O livro narra a história de uma mulher madura diante do surgimento das questões que sua vida pós-maternidade lhe apresenta. Sendo assim, é lógico imaginar que o leitor não encontrará aqui uma história com um romance avassalador entre personagens, embora o romance esteja presente.

O ponto central do livro está justamente no reencontro de Jessie consigo mesma e como esse processo se dá ao longo da história. É comum que constantemente o leitor se questione como será a descoberta da protagonista, tanto com relação à ela mesma quanto com relação aos mistérios familiares que a envolvem.

O livro é de uma profundidade surpreendente e muito dela deve-se à proeza de Sue com sua escrita, que narra predominantemente o ponto de vista de Jessie, mas também de seu marido Hugh e o irmão Thomas. Desse modo, além de contribuir para o crescimento da história por diferentes problemáticas,  as diferentes percepções convergem para um maior entendimento do enredo.

A Cadeira da Sereia é uma obra bem escrita e elaborada que precisa ser lida de mente aberta, porém deve-se esperar o contrário de uma posição passiva ao finalizar a leitura. Certamente opiniões e julgamentos serão feitos, bem como questionamentos acerca de determinadas escolhas e acontecimentos do enredo. Contudo,  ao meu ver, mesmo com os pensamentos que minha prévia formação pessoal não me deixariam ignorar, o livro ainda se apresentou para mim como uma bela surpresa e uma obra extraordinária. Vale a pena ser lido e aproveitado.

A_CADEIRA_DA_SEREIA_1457790680563294SK1457790680B“A Cadeira da Sereia”
Autora: Sue Monk Kidd
Editora: Paralela
Páginas: 248

*Livro cedido pela editora.

Compre o seu CLICANDO AQUI e ajude o Literasutra a crescer!

2 comentários

  1. Sou mais acostumada a ler romances para adolescentes, mais por questão de oportunidade do que por falta de interesse em outros estilos. No entanto, sua resenha fez com que eu me interessasse por esse livro, realmente parece muito profundo e encantador!
    Gislaine | Paraíso da Leitura

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s