Livro, Resenhas
Comentários 14

História comovente sobre “você sabe o quê”

Oi pessoal, tudo bem? Pela primeira vez estou aparecendo aqui no Literasutra. Sou a Raquel, dona do Por Uma Boa Leitura, que anda pra lá de abandonado, mas vida que segue. Que as capas da Darkside são lindas, isso a gente já sabe, certo? Mas a de “O Último Adeus”, em especial, me chamou a atenção e pedi à Mona para ler. Hoje vocês conferem o que eu achei da leitura. 😀

Lex tem 18 anos e tudo muda quando o seu irmão comete suicídio. Sua vida vira um inferno. E não era para menos. Olhares de pena pelo colégio, amigos que a sufocam querendo saber se está tudo bem (quando obviamente não está), sua mãe que só chora e bebe após a morte do filho. Ela e Tyler sempre foram muito ligados. Pelo fato de ser a irmã mais velha, Lex sempre teve o impulso de proteger o irmão. Eles eram bem diferentes, mas isso não diminuía o amor que sentiam um pelo outro. O suicídio de Ty, que se matou com uma velha arma do pai, com um tiro na cabeça, foi um choque para todos.

O livro começa com Lex em uma consulta no psicólogo. O médico sugere que ela tente escrever em um diário como se sente, já que a jovem não gosta de se expressar espontaneamente. A ideia é contar sobre as primeiras e últimas vezes que envolvem Tyler. Ainda que com a certeza de que isto não vai ajudar em nada, Lex começa a escrever. E eu fui me emocionando…

último adeus

Foto: Monalisa Marques

Não sou a melhor pessoa para lidar com a morte. Na verdade acho que, para mim, essa palavra é tão proibida quanto qualquer palavrão pesado. É praticamente um “aquilo que não deve ser nomeado”. Em “O Último Adeus”, a autora mostra toda a culpa de uma irmã e de uma mãe. É uma atmosfera bem pesada. Não foi um livro fácil de ler, ele é impactante e mostra o quanto pode ser difícil lidar com a perda.

Como autora, Cynthia Hand é direta e não poupa palavras para falar de suicídio. A ideia é quebrar um tabu. Se falar de um parente que morreu já é complicado, admitir que houve um suicídio pode ser ainda pior. No livro, a autora mostra o quanto as pessoas podem ser cruéis quando o assunto é “você sabe o quê”. Olhar de piedade, medir palavras, conversas pelas costas sobre o quanto a pessoa deve ter sofrido ao se matar….

Sinceramente, é muito difícil julgar se você realmente poderia ter feito a diferença para aquela pessoa na hora da decisão de se matar. A obra proporciona várias reflexões que permaneceram na minha cabeça por um tempo. No livro há algumas nuances de sobrenatural, mas só lendo para saber se é de fato um elemento sobrenatural ou se não passa da imaginação dos personagens. Gostei bastante da história, mas, por ora, pretendo ficar bem distante de qualquer livro mais “pesado”.

Clique aqui e veja mais fotos do livro!

o-ultimo-adeus-cynthia-hand-darkside-books-capa-cover-3d
“O Último Adeus”

(The Last Time We Say Goodbye)
Autora: Cynthia Hand
Editora: DarkSide
Páginas: 368
*Livro cedido pela editora

Garanta o seu clicando AQUI e ajude o Literasutra a crescer!

14 comentários

  1. Oi!!
    As edições da Editora Darkside são sempre lindas. Essa é primeira resenha que leio desse livro e deu para perceber que é uma leitura emocionante, mesmo sendo de um tema bastante dramático.
    Para muitas pessoas lidar com a morte não é fácil. Agora que conheci um pouco mais sobre esse livro deu vontade de conferir a história na integra.
    Beijão!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s