Livro, Resenhas
Comentários 2

“O casal que mora ao lado” não convence

“As pessoas são capazes de qualquer coisa”, diz a capa do thriller policial da escritora canadense Shari Lapena. De fato, esta frase diz muito sobre o livro em questão. Publicado recentemente no Brasil pela Editora Record, “O casal que mora ao lado” parte do sequestro de uma bebê para abordar questões como a ganância e o egoísmo. Mas o que começa de forma promissora acaba se perdendo em meio a personagens mal justificados e situações forçadas. Uma pena.

Compre o seu clicando aqui e ajude o Literasutra a crescer!

As vidas de Anne e Marco não são mais as mesmas desde que Cora nasceu. Durante os 6 meses da filha, poucas foram as vezes em que Anne saiu de casa, desestimulada por uma depressão pós-parto. Quando convidados para um jantar na casa de Cynthia e Graham, o casal vizinho, Anne e Marco enxergam a oportunidade perfeita para retomarem sua vida social. Como a anfitriã lhes pediu para não levar a filha (já que não suporta crianças chorando) e a babá contratada desmarca o compromisso em cima da hora, Marco garante que eles podem deixar a bebê dormindo em casa enquanto a monitoram pela babá eletrônica. Mas a noite se transforma em pesadelo quando sua filha é levada do próprio berço, deixando para trás o único descuido do sequestrador: a porta da frente levemente aberta.

O livro é um bom entretenimento, sem dúvida, mas de qualidade duvidosa no que se refere desde a criação de personagens até a escolha do título. “O casal que mora ao lado” dá a entender que o mistério se desenvolverá em torno dos vizinhos, mas se essa foi a intenção da autora, ela foi claramente mal sucedida. A narrativa se desenvolve sem pistas falsas convincentes, de forma que o leitor apenas acompanha, sem precisar fazer grande esforço de raciocínio.

E qual é o sentido de um thriller policial que não nos coloca no papel de investigador?

Aproveitando a deixa, usemos o policial que investiga o caso como exemplo de como a autora falhou na criação de personagens. O policial Rasbach é um personagem plano, sem camadas e sem motivações maiores além da previsível “vou solucionar esse caso”. Em nenhum momento da história o homem passa a sensação de estar sendo desafiado, e sua certeza inabalável nos guia para o mesmo caminho, que infelizmente não sai do curso em momento nenhum. Outra personagem empobrecida, apesar da tentativa da autora de lhe dar um passado interessante, é a protagonista Anne. Suas atitudes e pensamentos, apesar de teoricamente justificados pela depressão pós-parto, na prática só servem como pretexto da autora para acrescentar algumas páginas à história, não convencem.

Alguns livros conseguem nos colocar no lugar do personagem, nos fazer sentir ao menos uma parcela do seu drama. Mas este não é o caso de “O casal que mora ao lado”. Shari Lapena simplesmente nos conta a história como num relato mal estruturado, causando nosso distanciamento. E distanciamento é última coisa que você quer causar em um leitor, concorda?


“O casal que mora ao lado”

(The couple next door)
Autora: Shari Lapena
Editora: Record
Páginas: 294
*Enviado pela editora

Compre clicando aqui e ajude o Literasutra a crescer! ❤

 

2 comentários

  1. Lorena diz

    Resenha perfeita, Mona!
    Eu tô muito a fim de ler esse livro. Depois do que você escreveu, menos afim, mas ainda curiosa.
    Uma pena, um livro que promete tanto, se perder dessa maneira.

    Beijos.

    Lorena.

    Curtir

    • Lore, eu acho que você deve ler mesmo assim. Eu tenho visto tanta gente amando esse livro… E você pode perfeitamente ser uma delas! 🙂 Se a gente morasse pertinho eu emprestava o meu pra você.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s