Todos os posts em: Entrevistas

Duas adaptações para Dois Irmãos: Entrevista com Milton Hatoum

Yaqub e Omar, gêmeos protagonistas de uma vida de rivalidades: eis o plot de “Dois Irmãos”. Vencedor de um prêmio Jabuti e pai de duas adaptações, o romance de Milton Hatoum foi lançado há 17 anos e hoje é considerado um clássico da literatura brasileira. Em entrevista exclusiva ao Literasutra, o autor comentou sobre a minissérie dirigida por Luiz Fernando Carvalho e exibida recentemente na TV Globo: “Para mim ela foi um filme de arte na tevê, um filme longuíssimo, esteticamente ousado, com uma forte dimensão dramática e histórica”. Esta não foi a primeira vez que o livro inspirou outras obras. Em 2015, assinado por Fabio Moon e Gabriel Bá, “Dois Irmãos” gerou uma HQ ganhadora de 2 prêmios na categoria  de “melhor adaptação de outros meios”; mesmo assim, Hatoum corrige: “O mais correto seria chamar estas adaptações de ‘reinvenções em outras linguagens’. Eles desenvolveram um estilo, uma forma de narrar muito pessoal. Buscaram isso em obras muito sofisticadas. Por exemplo, o livro em quadrinhos Daytripper (de Fabio Moon e Gabriel Bá) e o filme Lavoura Arcaica (de Luiz Fernando Carvalho) são exemplos notáveis”. “O mais …

A evolução de um pseudônimo – Entrevista com Lemony Snicket (e Daniel Handler)

Algumas pessoas nascem de um encontro amoroso — às vezes nem tão amoroso assim. Outras nascem de um susto, como, por exemplo, quando não podemos revelar a própria identidade e então um outro ser nos cresce na testa como que por brotamento e passa a nos seguir assim como a sombra faz com Peter Pan. Lemony Snicket, infelizmente, nasceu da segunda forma. Após toda uma vida subindo e descendo as ladeiras de San Francisco, Califórnia, Daniel Handler precisou esconder seu nome verdadeiro de um espécime da vida adulta: “E foi como uma desculpa, ou quem sabe uma anedota. Lemond Snicket simplesmente escapuliu pela minha boca”, ele conta. “Eu gostaria de pedir desculpas a vocês por todo o trauma emocional que a série possivelmente vai causar”. (SNICKET, Lemony) Se você, assim como eu, é uma daquelas pessoas comuns que participam de fóruns de artistas pelo simples prazer de se imaginar pintando uma tela, escrevendo um romance ou pulando sobre sua plateia após um show de rock, você já deve saber que uma das manias mais românticas (e irritantes) dos artistas é dizer que suas criações têm …

“Marco Archer era amigável, extrovertido e animado”, conta autora de Nevando em Bali

Há dois anos, em janeiro de 2015, os brasileiros ficaram em choque com a notícia do fuzilamento do instrutor de vôo livre Marco Archer, o Curumim, na Indonésia por tráfico de drogas. O carioca estava desde 2004 no corredor da morte e foi o primeiro ocidental a ser executado no país. A jornalista australiana Kathryn Bonella conhece a fundo essa e outras histórias de traficantes condenados no país – muitos deles brasileiros. A escritora tem três livros sobre o tema: No More Tomorrows, que fala sobre a estudante Schapelle Corby, condenada por porte de maconha; Hotel Kerobokan, que revela detalhes da famosa prisão; e, o mais recente, Nevando em Bali, que expõe o submundo das drogas na mais famosa ilha da Indonésia. Kathryn concedeu ao Literasutra uma entrevista onde falou sobre os bastidores da prisão e o processo de criação dos livros. Confira a entrevista completa: Você deixou a carreira de apresentadora de TV para fazer uma investigação sobre o submundo do crime em Bali, que resultou em três livros. O que te motivou a …

“Mulheres não são coadjuvantes”, diz Mary E. Pearson, autora de The Kiss of Deception

“The Kiss of Deception” acaba de chegar ao Brasil, recheado de personagens femininas poderosas, reviravoltas de tirar o fôlego e magia — ainda que nas entrelinhas. Para comemorar, a editora DarkSide convidou alguns dos blogs parceiros para uma entrevista coletiva com a autora, Mary E. Pearson, e o Literasutra foi um deles! ❤ Confira a entrevista completa abaixo:

Projeto fotográfico para amantes dos livros

Seguindo os moldes de projetos fotográficos anteriores, como Humans of New York e Uma Pessoa Por Dia, os amigos Bruno Lacerda e Ricardo Wolf deram início ao História Além da Capa, que (permitam-me a posição de vidente) irá conquistar principalmente os amantes dos livros. Aproveitando que os dois vieram me fazer uma visita para tirar a minha foto (com o Coiso) para o projeto, eu os convidei para uma entrevista: E aí, o que você achou? Inscreva-se no canal para mais conteúdos como esse! 😀

Apresentando: Ninho de Escritores

Talvez você não tenha reparado, mas existe um botão no menu ali em cima que se chama “Experimentos”. Entre a opção que conta mais sobre este blog e a seção que apresenta todas as resenhas já publicadas aqui, “experimentos” deveria ser a parte mais ativa daqui. Mas não é. Por diversos motivos, entre eles a falta de confiança, escrevo bem menos do que deveria quando o assunto são meus textos autorais. Há alguns meses, no entanto, conheci o Ninho de Escritores. Comandado por Tales Gubes Vaz, escritor, o Ninho é antes de tudo uma comunidade de troca de informações e experiências entre aqueles que almejam, um dia, viver de escrever (por mais difícil que isto seja na vida real). Além de encontros presenciais, o Ninho também tem um grupo muito legal no Facebook. Tanto lá quanto no blog, o Tales propõe uma série de exercícios que visam o desbloqueio da escrita e da criatividade. E, bem, foi justamente isso que me fez escrever este texto. A partir de agora, pretendo fazer estes exercícios. Isto significa …

“A graça está na surpresa do trabalho conjunto”

MonoLAB é um projeto da Editora Monotipia que disponibilizará histórias em quadrinhos inéditas em plataforma online e de forma gratuita. E a partir de hoje você confere uma série de entrevistas com os autores! Octávio Aragão é o roteirista de “Tamasha e o Fim do Mundo”, uma das HQs do MonoLAB. Junto com a ilustradora Mika Takahashi, ele deu vida à pequena Tamasha, uma menina de sete anos que vive em um quilombo.  Os dois se conheceram por intermédio de Martins de Castro, criador do projeto, e pode-se dizer que foi paixão artística à primeira vista. Confira: Qual é a sua motivação com essa história? Em outras palavras, “de onde ela surgiu”? A cada história que escrevo tento diversificar o ponto de vista e as vozes dos meus personagens. Ao ver os desenhos da Mika, em sua maioria cheios de meninas em situações surreais, pensei que estava na hora de criar uma protagonista infantil. Já o cenário e as reviravoltas do enredo nasceram da vontade de propor desafios à ilustradora, saindo de sua zona de conforto. Queria ver como …

MonoLAB: Pequenas doses mensais de arte

Adepta das doses homeopáticas, a editora Monotipia (responsável pela revista online de mesmo nome) acaba de criar o MonoLAB: uma série de quadrinhos autorais e inéditos que qualquer pessoa pode ler de graça. Serão várias HQs, cada uma com um total de 28 páginas, publicadas aos poucos nas edições da revista (que vai ao ar às segundas segundas-feira de todo mês). “A Monotipia sempre esteve e sempre estará aberta para novos autores”, explica Martins de Castro, editor da revista, em entrevista concedida ao Terra Zero. “Mas, ainda em 2012, senti a necessidade de ter mais trabalhos autorais com mais frequência. Desde então foram quatro anos observando e experimentando, e agora finalmente cheguei ao formato que julgo ser o mais adequado para a leitura de quadrinhos na Monotipia: Via streaming, com um formato de tela confortável e cuja produção não atrapalhe os outros projetos dos autores”, ele conta. Serão várias “rodadas” de histórias, digamos assim. Nesta primeira estão “Jihanki Battle”, de Rodrigo Solsona, “Violeta Genciana”, de Murilo Souza e “Tamasha e o fim do mundo”, de Octávio Aragão (roteiro) e Mika …

Um ano de Toda Poesia

Navegando pela internet, entre vídeos de gatinhos e vlogs de humor, cuidado: Você pode se deparar com o Toda Poesia, e então será amor à primeira vista. O canal do youtube, que hoje completa 1 ano de vida, reúne uma diversidade incrível de pessoas declamando os mais diversos textos e já conta com mais de 5 mil inscritos. “Tudo é poesia e toda poesia nos interessa”, diz Guilherme Pina, um dos idealizadores do projeto, que carrega ares de Leminski, mas não foi necessariamente inspirado no poeta. “Nós só lembramos do livro do Leminski quando já estávamos no ar. Inicialmente o canal se chamaria ‘Tudo é Poesia’, mas resolvemos encurtar para ficar mais abrangente e direto. Então escolhemos ‘Toda Poesia’ justamente por assumirmos que qualquer conteúdo que venha da palavra escrita pode ser considerado poesia”, ele conta. De fato. Nem só de poetas reconhecidos vive o projeto. Entre eles está MC Bob Rum, cujo “Rap do Silva” foi ressuscitado pela interpretação da escritora e fotógrafa Julia Maria Ferreira – que, aliás, assina a assistência de produção do canal. …

Vídeo compara primeira e última cena de grandes filmes

E se examinássemos somente o primeiro e o último plano de um filme? Com essa pergunta surgiu um vídeo que está fazendo sucesso entre os amantes de cinema. “First and Final Frames” faz exatamente isso: Coloca lado a lado as cenas de abertura e finalização de obras como “O Poderoso Chefão”, “Cisne Negro” e “Garota Exemplar”. E é claro que o resultado é impressionante.